O jogo RPG significa “Role-playing game” e em português algo como “jogo de interpretação de personagens”. É um jogo no qual a lógica não está em ganhar ou perder, mas em construir uma narrativa colaborativamente com os jogadores que assumem o papel de personagens. Para cada jogo de RPG existem regras determinadas, situações delimitadas e o que cada personagem pode fazer. Cada personagem tem sua história e seus poderes específicos, devendo o jogador explorar criativamente as possibilidades de seu personagem.  Deste modo, os jogadores improvisam livremente dentro de certas regras, que no entanto são largas, abrindo o enredo a várias possibilidades e caminhos imprevisíveis a serem seguidos. Os desafios são propostos aos personagens, e cabe aos jogadores improvisarem estrategicamente as soluções para esses desafios. É um jogo que incentiva a cooperação, aliado ao raciocínio lógico e imaginativo.

Um grupo de RPG pode ter de duas  a dez pessoas, embora muitos jogadores prefiram um grupo de 4 a 6 pessoas. No jogo existem basicamente dois tipos de jogadores:

  1. O Player/Jogador, que é aquele que escolhe um personagem e o guia no jogo, dentro do sistema de regras pré-determinado.
  2. O segundo tipo é o narrador ou mestre, que cria a história e julga a adequação das ações dos personagens. O mestre não possui um personagem específico, mas pode fazer a voz e as ações dos não-personagens do jogo, criando a ambiência de situações com seus atores coadjuvantes. Ele é o “diretor” da  peça que irá se seguir. O mestre deverá ser um jogador experiente e conhecer as regras do sistema do jogo, justamente para poder quebrá-las sem arbitrariedade quando o andamento do jogo exigir.

O RPG é um jogo de formação do personagem, que a cada etapa ganha novas habilidades e experiências. O jogo inicia-se com uma aventura, várias aventuras nas quais se usam os mesmos personagens tornam-se uma campanha. Ao término de cada aventura o personagem ganhará pontos de experiência, se tornando mais habilidoso para as próximas aventuras e para a campanha como um todo.

Como o RPG é um jogo não competitivo, e é o mestre que dá as regras e propõe desafios, este precisa ser de fato imparcial, visando o jogo como um todo e não o privilégio deste ou daquele personagem. O mestre não joga contra ou a favor de um personagem, mas cria o ambiente para que os personagens atuem. O favorecimento ou penalização de um personagem às vezes acontece para manter o jogo equilibrado e mais desafiador.

RPG de mesa

Jogadores de RPG

Você deve conhecer jogadores de RPG, que passam horas, madrugadas inteiras jogando RPG de mesa, criando narrativas e jogando com seus personagens. Na era digital existe também o RPG online, que pode ser jogado pela Internet. Dentro dessa modalidade online existem várias maneiras de se jogar RPG:

  • Play-by-mail game ou PBeM: joga-se via lista de e-mail ou lista de discussão. Tendo em vista o sistema criado pelo mestre os jogadores enviam para ele suas informações e ações dos personagens. O mestre, por sua vez, as interpreta e analisa, reenviando o desenrolar do jogo. Essa é uma forma lenta de jogar RPG, pois depende do envio de informações de todos os personagens para o desfecho da situação. Deve ser jogado por quem tem pouco tempo para jogar ou paciência para esperar.
  • Play-by-web: sites de jogos online que oferecem espaço virtual para um grupo jogar via Internet. Como o Portal RPG Online.
  • Play-by-fórum: o modo é o mesmo de PBeM, só que realizado em fóruns de discussão criados para narração.
  • Softwares de RPG Online: instalando o programa oferecido você tem disponível uma mesa virtual para jogar ao vivo com outros jogadores.
RPG pela internet

Jogadores de RPG online